Renato Borges
Renato Borges

Acredito que o estrelato não me cai bem. Ás vezes tenho até medo. Mas sei que é uma questão de amadurecimento. Um dia eu chego lá! 🙂 Enquanto isso, vou aproveitando bem o papel importante de coadjuvante que venho desempenhando em minha vida profissional e pessoal.

Segundo o Wikipedia, “ator coadjuvante é uma categoria de ator em uma peça teatralfilme ou qualquer outra manifestação dessas artes que coadjuva, dá suporte, contracena com os atores responsáveis por desenvolver a trama principal da obra e, com sua interferência, auxilia os mesmos a transmitir suas mensagens e idéias; é um ator (atriz) que interpreta papel secundário.”

É o que tenho feito em grande parte do tempo. Com muito orgulho!

Orgulho de saber que dou suporte aos negócios da família. Saber que a minha esposa busca sempre uma consultoria antes de tomar qualquer decisão. Saber que eu não vou fazer um golaço, mas posso dar aquele passe açucarado. Saber que amigos me perguntam: “Qual é a boa?” (confira aondefui.com!). Saber que pessoas são beneficiadas por post e planilhas publicadas. Saber que não tomo a decisão final, mas se eu der uma dica, possivelmente será a dá decisão final. Saber que um simples bom dia causa um movimento positivo no ator principal!

Isso é um tema delicado de ser tratado. Afinal, quem na vida nasce para ser coadjuvante? Normalmente, a motivação é sempre para ser o ator principal. Quantos excelentes profissionais mudaram os rumos dos negócios através de suas idéias, mas não são reconhecidos por conta de que quem tomou a decisão final foi outra pessoa? Você sendo “apenas” o coadjuvante.

Em nossa evolução profissional, deixamos de assumir responsabilidades por acreditar que não temos o conhecimento, dedicação, tempo ou dinheiro suficiente para assumir uma decisão. A oportunidade acaba passando. Mas vamos crescendo, amadurecendo e aprendendo não precisa tantos requisitos para que você seja o principal. Nesse momento, você perceberá mais ainda o papel dos coadjuvantes. Sem eles, a obra final fica muito mais difícil de ser realizada.

Por isso, quem pensa que ser coadjuvante é fácil, que é fuga de responsabilidade, é porque não tem comprometimento com suas palavras, ações e com a própria vida. Afinal, quando você fala e os outros escutam, você tem responsabilidade pelos resultados futuros dos fatos.

Infelizmente, ao contrário do Oscar, o coadjuvante não ganha prêmios. Ganha, talvez, apenas palavras de agradecimento: “-Muito obrigado!”, “-Esse sucesso também é seu!”, “-O que seria de mim sem suas dicas!”. Isso é mal? Claro que não. Temos que passar por isso. Aprender também. E, se assim for possível, ultrapassar. Mas para isso, o papel de coadjuvante tem que ser muito bem desenvolvido e valorizado.

Resumindo. Não espere ser o ator principal para mostrar o quanto você é capaz. Faça isso sempre, independente do papel desempenhado. Conforte-se sabendo que para poucas, mas importantes pessoas, você é sim o ator principal. Sempre!

Daqui a pouco aparece outro post: Feliz em ser o Principal! 😀 Agooooraaa….

Forte Abraço!

6 comentários em “Orgulho em ser coadjuvante

  1. Parabéns..excelente post! Coadjuvante é muito importante sim, pois sem ele, a ‘peça’ apenas seria um monólogo – e bem chatinho talvez – onde apenas escutaríamos o ator principal. Ser coadjuvante, tocar a vida de várias pessoas, melhorando-a até pode ser bem mais gratificante do que a fama e estrelato do ator principal. É a diferença entre olhar verdadeiramente para quem nos rodeia….em vez de apenas dizer ‘eu, o importante, cheguei’ . 🙂

    Curtir

    1. Amei a parte que menciona: “Orgulho de saber que dou suporte aos negócios da família. Saber que a minha esposa busca sempre uma consultoria antes de tomar qualquer decisão. Saber que eu não vou fazer um golaço, mas posso dar aquele passe açucarado. Saber que amigos me perguntam: “Qual é a boa?” (confira aondefui.com!). Saber que pessoas são beneficiadas por post e planilhas publicadas. Saber que não tomo a decisão final, mas se eu der uma dica, possivelmente será a dá decisão final. Saber que um simples bom dia causa um movimento positivo no ator principal!”
      Parabéns!

      Curtir

Contribua com seu comentário. Será bem vindo(a)!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s