Estou há meses pensando em escrever sobre o Projeto Casamento. E hoje, 17 dias antes do marco final, percebo que nem os melhores PMPs são capazes de gerenciar tantas mudanças. Tentarei nesse post escrever sobre os principais passos desse projeto super desafiador, na minha tentativa de gerenciamento, no qual o custo praticamento duplicou, e no qual a razão e emoção devem estar sempre alinhados.

1) Kick-off meeting – a reunião inicial, entre você e sua esposa, para definir as datas de noivado e casamento. Acredito que um ano e meio antes seja o tempo ideal. Nesse momento dê uma olhada em suas finanças e firmem o compromisso de casar, com dividas ou não.

2) Igreja – a principal dificuldade é achar sua igreja preferida disponível. Para ela você deverá contratar

2.1) Floricultura para decoração

2.2) Cantor para a cerimônia

2.3) Missal e Lágrimas de alegria

3) Make or Buy, para cerimonialista – nesse momento você define: eu irei “correr” atrás dos fornecedores ou contrato um cerimonialista para gerenciar todo o projeto. Mas não pense que com a cerimonialista seu trabalho fica fácil. Afinal, você deve saber sobre produtos, preços e estilos, para assim fazer uma ótima escolha dos produtos e não apenas aceitar o que a cerimonialista propõe. Algumas cerimonialistas aceitam assessoria parcial ou também apenas no dia do casamento. Nós escolhemos assessoria parcial da Celebrare.

4) Vestido – é o sonho da noiva! um lindo vestido, com todos os detalhes! Visite as lojas especializadas e sempre negocie a inclusão da roupa do noivo, das daminhas e dos pajens, em um pacote só. O preço fica mais interessante. Nossa escolha foi a Casa das Noivas – Djalma Batista.

5) Lista de Convidados – liste todos aquele que você deseja convidar, separados por prioridade ou parentesco. Tenha esse número total em mente, para multiplicá-lo pelo valor do Buffet individual no local do evento. A quantidade de convidados é o que determina quase que 50% o valor do casamento.

6) Local do Evento – escolha essencial e super difícil. Ela vem depois de você definir o número de convidados. Pois, deve saber se o local escolhido comporta o número de convidados escolhidos. O local tem que ter a cara dos noivos. Ser aconchegante, bem decorado, refrigerado e apresentar um cardápio variado. Alguns locais cobram apenas o Buffet e não o aluguel (dizem eles!). Nossa escolha: Morada Buffet.

7) Buffet – com os convidados escolhidos, defina o que será servido na grande noite. Opte por algo que agrade a maioria. As exceções, tais como tias que não podem comer determinado tipo de comida, peça para adicionar uma opção extra. De acordo com a escolha dos pratos, o valor aumenta. Verifique se no buffet está incluso doces, salgados, bebidas, garçons, mesas, talheres e toalhas. Cada um item deve ser especificado em Contrato.

8) Música – para igreja e para o evento. Se preferir, pode escolher um DJ para animar a festa. Os preços são variados. Tem bandas que vem com DJ. A banda toca em média 4 horas e o DJ anima o restante do tempo. Cuidado na escolha, afinal serão eles os responsáveis por tirar a galera do chão!!

9) Cartório – pensa que é só festa? Se você quiser casar no civil e no religioso, passe primeiramente no cartório para pegar a autorização pra casar e levar até a igreja.

10) Curso de Noivos – necessário para quem for casar na Igreja. Nos fizemos na Rainha do Apóstolos – Dom Pedro.

11) Certidão de Batismo – ir até a sua igreja de batismo e solicitar a emissão da segunda via de Certidão de Batismo para fins matrimoniais.

Então, com vestido, local, igreja, música, buffet… podemos casar? Podemos! Mas como deixar de fora:

12) Fotos – verificar pacotes de fotos com ensaio externo, interno, álbum, cobertura do casamento, filmagem e quadro. Os preços são variados, sugiro escolher por indicação.

12) Bar tender – Oferecendo drinks quentes pra galerinha dançar melhor no salão.

13) Floricultura – para a igreja e para o local. Muita atenção nesse item, que será o responsável por deixar sua festa mais linda ainda. Dependendo do tipo de flor, os preços podem ser bem salgados.

14) Lembranças – já ia me esquecendo das lembranças… Que serão dadas como forma de agradecimento a presença dos convidados. Para os padrinhos e patrocinadores, uma lembrança mais elaborada. A intenção é presentear os convidados com algo que fique marcado para sempre.

E como convocar tanta gente?

15) Convites – com uma frase bem bonita, informando nome dos pais dos noivos, local da celebração e da recepção. Os modelos são muitos. Escolha o que mais agradar. Normalmente a noiva que escolhe… aliais, a noiva escolhe quase tudo!

Caramba! Só para escrever esse post eu alterei a sequencia dos itens umas 10 vezes! Imagine no gerenciamento mesmo! Eu, após a escolha dos itens, comecei a pagar com 10 meses de antecedência e até agora, no mês do casamento, tá faltando ainda. Usei a planilha abaixo para lançar o dinheiro cigano (destino traçado). O dados das planilhas e figuras são apenas para exemplo :).

Planilha - Pagamento de Casamento
Planilha – Pagamento de Casamento

Na planilha, lancei os valores que deveriam ser pagos. Em azul, o que foi pago. Em vermelho, o que falta pagar. Em cada pagamento, adiciono um comentário com a data de execução. Importante guardar todos os recibos de pagamento! Abaixo, lanço os valores pagos pelo pai, mãe e noiva. Tudo transparente.

E para lua de mel? Usei a planilha abaixo, apenas para listar as atividades e estimar quanto gastar.

Planilha - Lua de Mel
Planilha – Lua de Mel

Durante a viagem de lua de mel, tenha em mão seu planejamento de trilhas, pra não ficar indo de um lado pro outro, sem destino. A não ser que seja sua intenção ser “sem destino”. Olha o modelo abaixo, feita no Visio (Microsoft):

Planejamento Casamento - Lua de Mel
Planejamento Casamento – Lua de Mel

E as alianças?!!! Ai meu Deus!! As alianças???!!! Cadê? Ufa, aqui no meu bolso. Não esqueça das alianças: lembranças para toda a vida. Tanto a de noivado quanto a de casamento.

Mas mesmo com tantos planejamento, sempre tem algo que a gente esquece.

Para mim, é um projeto desafiador como nem um outro (nas devidas proporções). Afinal, sou o patrocinador, mas tenho stakeholders complicados: minha noiva e minha mãe. Sem falar dos amigos. 🙂 .

Estou gostando muito desse projeto, que será único. Que pena (e que bom) que está chegando ao final. Mas o resultado desse projeto irá perdurar por toda a minha vida, ao lado de minha esposa.

Espero que tenham gostado desse relato e possam usar essas informações para vossos casamentos.

Minha meta é que saiam 3 pedidos de casamento no dia do meu casamento. Tá ouvindo amigos?? 🙂

Forte Abraço!

4 comentários em “Casamento: O projeto!

  1. Muito bem Renato Borges…
    fico mt feliz ao ler o seu relato e vejo que ainda..eu digo AINDA existem aqueles que sonham e acreditam no casamento eterno…coisa rara hj em dia…
    Mais feliz ainda, fico por saber que faremos parte deste dia…que sem sombra de duvida guardaremos eternamente!
    Mais uma vez…felicidades nessa nova caminhada!

    Curtir

    1. Grande Clodoaldo! Fico feliz em saber que tem orgulho.
      Realmente estou colocando em prática tudo isso.
      O que eu acho mais legal é compartilhar isso e ver o retorno dos camaradas, igual a você. Isso é bom d+!! Obrigado!

      Curtir

Contribua com seu comentário. Será bem vindo(a)!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s