Fico cada vez mais impressionado com a capacidade que os filmes de ficção têm em representar épocas futuras e passadas. Vi recentemente o filme A Viagem – Tudo está conectado (2012) e observei que muito o que se fala sobre o futuro, tem total sentido se olharmos para o nosso presente.

Em uma das histórias no futuro, existe uma empresa no qual os funcionários fazem todos os dias as mesmas ações. Despertam, banham, uniforme e atendimento. Aceitam todas as “reclamações” dos clientes. Voltam, dormem e tudo se repete. Nesse cenário, quem mais ganha é o dono. Visto que os funcionários são todos clones com a mesma característica. Alguém já viu uma empresa assim nos dias atuais? Muitas! A coisa começa a mudar quando um dos clones começa a “acordar” para o mundo.

Coincidência ou não, o clone citado despertou para a vida ao ver um filme cujo ator principal pronunciou a frase: “EU NÃO VOU ME SUJEITAR A ESSE ABUSO CRIMINOSO!”. Um filme antigo, que proporcionou em época futura o início de mais uma revolução, sendo visto assim como um exemplo que tudo está conectado: o que você faz hoje pode ter influência amanhã ou daqui 100 anos!

A revolução inicial não deu certo. A líder então foi questionada: “Porque você se deu ao trabalho de causar tudo isso, sabendo que daria errado?”. “- Conversando com você, pelo menos uma pessoa se tornou interessada. Isso é o que vale.” (Fala adaptada). Tudo começa quando um acredita

Em outra história, um pouco mais confusa até, uma jornalista investigativa tem o apoio de cartas antigas trocadas entre um casal homossexual, que tem seu romance prejudicado na época por preconceitos da sociedade e pela ambição de um famoso maestro. O que não teve seu reconhecimento na música acaba por matar o maestro e em seguida se mata, deixando toda a sua história e obra apenas nas mãos de seu parceiro. A jornalista, que vive em uma época a frente da vivida pelo casal se questiona: “porquê continuamos cometendo os mesmos erros?”. Gerando assim a resposta para a eminente briga de dinheiro entre as fontes de energia de Petróleo e Nuclear, no qual muitas pessoas morreram por conta dos benefícios de poucos.

Ou seja, muita das coisas que vivemos hoje, já aconteceu em tempos passados, mudando apenas os personagens, os recursos. Antigamente brigavam por agricultura, terra, depois por máquinas, hoje por energia, daqui a pouco por água… A briga permanece. Mentiras, segredos, dinheiro, tudo envolto de quem tem mais poder e conhecimento. Sempre a família (empresa, país, bairro, etc.) mais forte tentando eliminar ou não deixar entrar para o “time” aqueles considerados mais fracos.

O filme, como o próprio nome diz, é Uma Viagem! Mas acredito que um dos objetivos pretendidos é mostrar que para mudarmos o futuro temos que começar agora: fazendo um bem ou cometendo um crime. É forte, mas são coisas que marcam! E que sempre existirão aqueles que querem te derrubar, te prejudicar, mas também terão muitos para te ajudar, evoluir, avançar e fazê-lo acreditar na vida.

Forte Abraço!

*Passei um tempão para definir o título do Post….

Contribua com seu comentário. Será bem vindo(a)!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s