O tema gestão de produtos tem sido bastante divulgado atualmente, principalmente no mercado de produtos digitais. Isso foi fortalecido pelo cenário de extrema incerteza, volatilidade e complexidade que os produtos estão inseridos, onde não está sendo mais utilizado uma visão rígida e de longo prazo de projetos, mas sim uma visão mais flexível e com ciclos curtos de entregas por produto.

A gestão por produtos pode variar de empresa para empresa, conforme sua estrutura organizacional. Mas visa basicamente na busca de produtos com modelo de negócio sustentável, que represente a necessidade do cliente; gestão do backlog e priorização das próximas entregas de cada produto; gestão do roadmap do produto; gestão do ciclo de vida e estratégia de crescimento, alinhado com planos anuais de vendas e marketing; além de reunir informações sobre o desempenho do produto, comportamento dos clientes, problemas e oportunidades.

Observem que tem uma longa jornada até chegar em uma maturidade na gestão de produtos. Não é objetivo desse post chegar a isso, mas sim iniciar esse caminho utilizando uma planilha excel de acompanhamento de produtos (download no final do post). Ela servirá para apoiar o trabalho do Product Manager, juntamente com o Product Owner, com dados que permitam a gestão do ciclo de vida de seus produtos. Deve ainda ter informações para responder perguntas como:

– Quais produtos estão em nosso backlog? Qual o status de cada um?

– Quais estão em concepção, execução ou paralisado?

– Dos produtos em execução, o que já foi entregue? O que será entregue e quando?

– Quem é o responsável por cada produto? Ou o dono do produto?

– Quem é o responsável técnico do produto?

Entre outras perguntas que podem surgir ao longo do caminho.

Como Product Manager (PM), você precisa ter uma visão de todos os produtos que estão em seu Backlog, que em algum momento, alguma parte interessada solicitou que você incluísse nele. E você aceitou. A primeira aba “Produtos” visa contribuir com essa gestão. Nela, o PM deverá informar em qual fase encontra-se o produto (A priorizar, elaboração de BMC, em concepção, em aprovação, paralisado). Essas fases podem variar conforme o processo empresarial de criação de novos produtos. Informa datas da solicitação, Product Owner, responsável técnico e situação do produto tecnicamente falando (está em teste, homologação, produção, etc). Trata-se assim de uma planilha mais estática, cuja a atualização dos dados pode ser de quinzenal ou mensal, conforme agilidade da organização.

Planilha de Acompanhamento de Produtos

A segunda aba “Backlog dos produtos” já contém informações mais granulares vindas da planilha de produtos. Nessa planilha deverão ser informados os módulos principais dos produtos em andamento, bem como estórias de usuários que irão compor o seu produto. O PO deve escolher um método de priorização a ser utilizado, como o MoSCow, Kano, Multivalorado, entre outros, para informar na coluna “Priorização” e assim organizar a ordem das entregas (atribuição importante do PO), servindo como base para criação do Roadmap do produto. Cada estória de usuário terá seu status: a fazer, fazendo e feito, permitindo assim que o PO/PM tenha um visão simples e direta sobre o que foi entregue em determinado produto. Trata-se assim de uma planilha mais dinâmica, cuja atualização pode ser diária ou ao final de cada Sprint, dependendo do ritmo do time de desenvolvimento e da interação do PO com eles.

Exemplo Planilha de gestão do Backlog de produtos

Alguns atalhos

Coloquei a Aba “Dados” já com algumas fases, responsáveis, situação técnica, situação do item do backlog e prioridade. Essa aba serve como base de dados para o preenchimento das duas planilhas iniciais, evitando que você tenha que digitar os dados, mas sim escolher em um select box, usando também a função PROCV do excel para preenchimento automático de células. Essa estruturação permitirá a geração de novas tabelas e gráficos em cima dos dados das planilhas “Produtos” e “Backlog do Produto”. Eu costumo utilizar a Tabela Dinâmica (mas aí pode ser tema para outra postagem). Pessoal pode usar também qualquer ferramenta de extração de dados como o Power BI, Qlik view, entre outros.

Melhorias possíveis

Adição de novas colunas como:

  • Versão do produto (release)
  • Data de aprovação, data da entrada em produção, data…
  • Custo do produto
  • Preço do produto
  • Margem
  • Alinhamento estratégico
  • Quantidade de usuários do produto
  • Taxa de crescimento do último mês
  • Entre outros que sua organização pode vir a precisar

Ou seja, quanto mais informações conquistamos, mais informações queremos ter. Como trata-se de uma planilha, não terá grandes dificuldades na adição de novas informações sempre que necessário. Agilidade! 😉

Desvantagens da planilha

Como toda gestão baseada em planilha, o histórico (ou versões) sobre o que mudou, quais produtos foram modificados e etc não é possível. Ou seja, a planilha representa sempre a visão do agora e previsões. O que aconteceu, quando e como aconteceu nas mudanças de status não é possível nela.

Meus amigos, é isso. Espero que tenha colaborado para a gestão de produtos dentro do seu dia a dia! Qualquer necessidade ou melhoria pode entrar em contato e deixar seu comentário.

Forte abraço e até a próxima!

Contribua com seu comentário. Será bem vindo(a)!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s